Youtuber alvo de críticas após publicar vídeo com cadáver

O YouTuber norte-americano Logan Paul está a ser alvo de críticas depois de ter partilhado um vídeo no fim-de-semana em que mostra e ridiculariza uma vítima de enforcamento numa floresta japonesa. O vídeo, que chegou a somar milhões de visualizações, acabou por ser removido pelo próprio autor, que pediu desculpas na rede social Twitter. Mas o pedido de desculpas não evitou uma chuva de acusações de insensibilidade, com muitos utilizadores de redes sociais a condenarem a partilha de imagens chocantes por um entertainer cujos seguidores são, em grande parte, crianças e adolescentes.
De viagem ao Japão com amigos, o youtuber gravou o vídeo em causa na floresta de Aokigahara, a cerca de 100 quilômetros de Tóquio, no sopé do Monte Fuji.



Ao deparar-se com um corpo enforcado (cuja imagem surge desfocada no vídeo), o norte-americano reage com espanto, mas ri-se perante a decoberta e diz várias piadas. A certa altura do vídeo, um dos seus amigos diz que não se está a sentir bem. “Então? Nunca estiveste ao lado de um gajo morto?”, pergunta-lhe Logan Paul, rindo-se de seguida.
Nas redes sociais, e apesar de haver quem expresse apoio ao youtube, repetem-se as críticas ao youtuber Logan Paul, incluindo da parte de figuras públicas.
“O suicídio não é uma piada”, disse o actor de Breaking Bad Aaron Paul no Twitter. “A pior parte é que os fãs de Logan Paul são crianças. Que acabaram de ver o seu ídolo a rir e a gozar com alguém que decidiu acabar com a sua vida. Pessoa de lixo”, escreveu no Twitter o ator Francis Maxwell.

 

um vídeo do canal de YouTube Kavos, em que são mostradas algumas partes do vídeo original, Logan Paul é acusado de tirar partido da morte de uma pessoa para conseguir visualizações e de trivializar o suicídio para entretenimento.
“Lembro-me muitas vezes do alcance que verdadeiramente tenho e com um grande poder vem uma grande responsabilidade… pela primeira vez na minha vida lamento dizer que lidei com esse poder de forma incorreta. Não voltará a acontecer”, afirmou Logan Paul, que se tornou um dos assuntos mais falados do Twitter.

O vídeo de 15 minutos, intitulado “Encontramos um cadáver na Floresta de Suicídios japonesa”, tinha sido publicado no domingo e foi removido quando já tinha milhões de visualizações. Mais tarde, Logan Paul pediu desculpas alegando que não publicou o vídeo pelas visualizações e justifica que tentou sensibilizar os seus seguidores para o flagelo do suicídio o que também gerou indignação nas redes sociais, com críticas à forma escolhida para fazer esse suposto esforço de sensibilização.
Paul, de 22 anos, ganhou fama na plataforma Vine com pequenos vídeos humorísticos e dali passou para o YouTube, onde soma mais de 15 milhões de subscritores. Participou também como ator em séries e filmes e foi considerado pela revista Forbes um dos entertainers mais influentes da atualidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *