Temer avalia processar Janot se PGR apresentar nova denúncia

O presidente Michel Temer estuda mover uma ação contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se a PGR apresentar uma nova denúncia contra ele com base nas delações dos executivos do grupo J&F, que controla a JBS.
No mês passado, Temer foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal pelo crime de corrupção passiva e a Procuradoria Geral da República já trabalha na fundamentação de uma segunda denúncia, por obstrução de Justiça.
Em razão disso, o governo decidiu abrir uma artilharia política contra a estratégia de Janot de dividir a denúncia.
A estratégia do Palácio do Planalto é esperar a apresentação da segunda denúncia para tentar levar o caso para o plenário do Supremo Tribunal Federal.
“O procurador-geral teria que ter apresentado uma única denúncia baseado na gravação [de Joesley Batista, dono da JBS]. Isso será questionado”, disse um auxiliar de Temer.
Novas denuncia
O procurador-geral, Rodrigo Janot, disse nesta segunda (17) em Washington que o Ministério Público não tem pressa para apresentar uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer. O mandato de Janot à frente da PGR termina em setembro.
No fim de junho, Janot apresentou uma denúncia contra Temer por corrupção passiva, com base nas delações premiadas de executivos da J&F. Mas há a expectativa no meio político de que o procurador esteja preparando novas acusações.
Durante a palestra, Janot foi questionado por um jornalista sobre querer apresentar uma nova denúncia antes do final do mandato. Ele respondeu que não busca celeridade nas investigações. O procurador afirmou que as apurações devem levar o tempo necessário para levantar provas sobre a existência ou não de crime.suspensa aguardando o fim do exercício da presidência da República para dar sequência”, completou.(com blog Gerson Camarotti)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock