Rapper ganhador do Grammy ‘Nelly’ é preso acusado de abuso sexual

O rapper premiado com o Grammy, Nelly, foi preso perto de Seattle no início deste sábado, depois que uma mulher o acusou de abuso sexual em um ônibus de turismo, disse a polícia.
A mulher ligou para o serviço policial para denunciar o abuso que ocorreu quando o ônibus estava estacionado em um shopping center em Auburn, que fica menos de 32 quilômetros ao sul de Seattle, informou a polícia local em um comunicado.
Nelly, conhecido pelas músicas de sucesso “Ride Wit Me”, “Hot in Herre” e “Dilemma”, tocou em um anfiteatro em Auburn na noite de sexta-feira como parte de uma turnê com o grupo de country pop Florida Georgia Line.
Oficiais investigaram o relato da mulher, e Nelly foi preso antes do amanhecer, informou a polícia de Auburn no comunicado.
Ele foi registrado na Cadeia Regional de Entidade Correcional do Sul em Des Moines, Washington, sob suspeita de agressão sexual.
A polícia Auburn não tinha mais detalhes para liberar, afirmou o comunicado.
Scott Rosenblum, advogado de Nelly, disse no sábado à noite que seu cliente havia sido libertado da prisão.
“Nelly é vítima de uma alegação completamente fabricada”, disse Rosenblum em comunicado fornecido à agência de noticias Reuters. “Estou confiante uma vez que essa acusação escandalosa seja investigada minuciosamente, não haverá cobrança”.
Nelly, que nasceu Cornell Iral Haynes Jr. e cresceu na área de St. Louis, fez sua estréia em 2000 com o álbum “Country Grammar”, que vendeu mais de 10 milhões de cópias, de acordo com a Recording Industry Association of America.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock