Planalto vê montagem na gravação de Joesley com Temer e envia áudio para peritos

Em seu pronunciamento o presidente Michel Temer insistiu que esta sendo vítima de ‘conspiração’, seguindo essa tese a equipe do Palácio do Planalto se mobilizaram e devem acionar peritos para analisar as gravações feitas pelo empresário dono da JBS.
Sem perder muito tempo , os homens de confiança do Planalto decidiram enviar a peritos a gravação feita pelo empresário Joesley Batista, da JBS, com o presidente Michel Temer. Auxiliares do peemedebista desconfiam que a conversa foi editada.
Se caso comprove a existência de montagem nos áudios, o governo vai reforçar a tese de que Temer foi vítima de uma “conspiração”, como ele próprio disse a aliados inicialmente. O grampo foi feito por Joesley antes de ele e executivos de seu grupo fecharem acordo de delação com a Lava Jato.
Ministros e parlamentares próximos do presidente Temer devem, reforçar o discurso de que o grampo foi ilegal, feito sem autorização da Justiça. E questionarão a decisão a Procuradoria-Geral da República Rodrigo Janot de validá-lo.
De acordo com juristas, grampear um individual sem autorização previa do judiciário em considerado crime no Brasil. A Constituição brasileira determina que o sigilo de um cidadão é inviolável, mas abre exceção para casos em que haja ordem judicial para fins de investigações criminais.
E baseado em artigos da constituição que a defesa do presidente Temer que derrubar a tese do Procurador-geral da Republica Rodrigo Janot, em aceitar com prova um grampo sem a previa autorização do judiciário, que é o caso do dono da JBS que gravou o presidente da republica de olho no acordo de leniência com as autoridades.
Mas, para interlocutores próximos de Temer, essa tese de grampo ilegal não apagaria o estrago político já feitos com essa divulgações autorizados pelo ministro do STF, Edson Fachin. “agora, é tenta viver a cada dia, e saber o que será feito sempre no próximo dia” afirmou um interlocutor próximo da cúpula palaciana.
Com tantos bombardeios sobre a cabeça do presidente Michel Temer, uma noticia amenizou o clima por enquanto, foi a posição do PSDB que decidiram permanecer no governo. Se houver desembarque, será conjunto. E terá efeito cascata afirmou o novo presidente da legenda Tasso Jerissati que assumiu a presidência com a queda do senador Aécio Neves pego nas gravações com o dono da JBS.
Ouça a gravação do dono da JBS Joesley Batista com presidente Temer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *