Na Bahia, peemedebista encerra ciclo de 20 anos do PT

O radialista Herzem Gusmão (PMDB) foi eleito prefeito de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, derrotando o deputado estadual José Raimundo (PT).
Com 100% das urnas apuradas, Gusmão teve 57,58% dos votos contra 42,42% do adversão petista.
A vitória de Gusmão, que é aliado do ministro Geddel Vieira Lima, encerra um ciclo de duas décadas do PT frente a prefeitura de Vitória da Conquista.
A cidade dividia com Pintadas, também na Bahia, o título de reduto mais antigo do PT no Brasil. Os petistas, contudo, foram derrotados nas duas cidades.
Vitória da Conquista tornou-se uma das principais vitrines do PT em meados dos anos 1990 com a primeira eleição do atual prefeito Guilherme Menezes para o cargo.
Em sua gestão, Menezes quando implantou na cidade bandeiras históricas do partido como o orçamento participativo, além de uma rede do programa Saúde da Família que se tornou referência no Estado.
“O que fica é um sentimento de gratidão à população pelos cinco mandatos que tivemos aqui. Acredito que a conjuntura nacional influenciou no resultado e era natural que outro projeto fosse vencedor”, afirma Guilherme Menezes à Folha.
A derrota do PT em Vitória da Conquista também representa um revés para o governador da Bahia Rui Costa (PT), que foi derrotado nas quatro maiores cidades da Bahia.
No primeiro turno, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) foi reeleito com 74% dos votos. O DEM também venceu em Feira de Santana e Camaçari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *