Homossexual assumido, ministro Herman Benjamin quer fazer história no TSE

Não era sua especialidade, mas o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Herman Benjamin decidiu fazer desta a ação de sua vida.
E não era para menos. Aos 59 anos, o paraibano Antonio Herman de Vasconcellos e Benjamin é o relator do maior processo da história do tribunal, que pode cassar, por abuso de poder político e econômico, a chapa presidencial composta por Dilma Rousseff e Michel Temer nas eleições de 2014.
Precisou deixar de lado causas de direito ambiental e do consumidor, áreas nas quais é referência, para se debruçar com rotina quase acadêmica –com inúmeras horas de estudo e levantamento de detalhes ao financiamento eleitoral.
Seu voto será histórico, e ele sabe disso. A amigos confidenciou recentemente que apresentará seu parecer em abril, antes do fim do mandato dos ministros Henrique Neves e Luciana Lóssio.
Os dois deixarão o TSE neste ano e especulações de que Temer os substituirá por magistrados alinhados ao governo incomodou Benjamin.
Quem o conhece aposta que ele vai votar pela cassação sem a separação das contas da campanha –oposto do que deseja a defesa do presidente peemedebista.
Benjamin é vaidoso, dizem os mais próximos, e sabe que tem oportunidade de fazer história a poucos meses de deixar a corte, em outubro deste ano.
HÁBITOS
Os mais cautelosos, porém, ponderam que o juiz não nasceu para ser herói e que os holofotes logo mudarão de rumo. Mas Benjamin quer aproveitar a oportunidade para se credenciar a uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal).
Costuma dizer que faz o que ninguém faria: se ministros delegam a tomada de depoimento a juízes instrutores, ele ouviu pessoalmente todas as testemunhas da ação, inclusive aquelas fora de Brasília, onde vive desde 2006.
O ministro tenta manter hábitos interioranos. Costuma almoçar em casa. Não come carne vermelha e frango, e consome orgânicos.
Nascido em Catolé do Rocha (PB), município que tem hoje menos de 30 mil habitantes, Benjamin mudou-se ainda adolescente para Pernambuco, onde cursou o Ensino Médio. Formou-se em Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro e fez mestrado nos Estados Unidos.
De 1982 a 2006, integrou o Ministério Público de São Paulo. Dali, foi a Brasília por indicação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o STJ (Superior Tribunal de Justiça).
Entre os colegas, ganhou fama de ser rígido. Defende suas posições com vigor em plenário. Há quem diga que prefere evitar embates públicos com Benjamin.
Não que seja deselegante. Mas as paixões afloram na oratória e, mesmo que esteja contra a maioria, se sobressai com fortes argumentos. Benjamin fala espanhol, inglês, francês e alemão.
RIGOR
Na Segunda Turma do STJ, da qual faz parte, é apontado como pró-Estado em questões do direito público, como as que envolvem indenizações da União, impostos e improbidade.
Também como pouco suscetível a pressões, reservado e preocupado em evitar vazamentos dos casos em que atua como relator.
A Operação Acrônimo, seu maior processo no STJ, tem essa marca. Várias vezes o ministro proibiu que os advogados de quem era alvo de
mandados acessassem os autos.
Mesmo assim, advogados consideram Benjamin equilibrado nas decisões em medidas cautelares: negou pedido de busca e apreensão no Palácio da Liberdade, sede do governo de Minas. Um dos alvos da era o governador Fernando Pimentel (PT).
Em outubro de 2015, um ano após a eleição presidencial, Benjamin chegou ao TSE, seguindo uma fila regimental de ministros do STJ que compõem o tribunal.
Na Justiça Eleitoral, dizem colegas, ele age “no limite da ficha limpa” e vota pela cassação de mandatos em casos que, para outros, seriam improcedentes.
Fez assim a fama de “rigoroso”, característica que acredita contribuir com a pretensão ao Supremo.
INIMIZADES
Esse desejo criou uma importante inimizade dentro no STJ. É sabido que ele e o ministro Mauro Campbell não se dão muito bem.
Muitos advogados reclamam da dificuldade de marcar uma audiência com o magistrado e contam que, muitas vezes, viajam de outros Estados a Brasília para uma reunião pré agendada que ele desmarca em cima da hora.
É admirado, por outro lado, por se assumir homossexual, tratando de forma aberta o tema no ambiente conservador do Judiciário.
Benjamin disse  que isso não atrapalha seu trabalho nos tribunais superiores: “Não tenho como fazer juízo de valor sobre a percepção que terceiros têm da vida das pessoas e colegas”.
O magistrado elogia o ambiente de trabalho “extraordinário” do STJ.
Diz que é um “Tribunal da Cidadania”, preocupado em zelar “fora e internamente, pelo respeito à dignidade da pessoa humana, sem discriminação de gênero, orientação sexual, raça, religião ou origem geográfica”.(Conteúdo Folha)

9 comentários em “Homossexual assumido, ministro Herman Benjamin quer fazer história no TSE

  • 8 de junho de 2017 em 12:36
    Permalink

    Excelente o trabalho prestado pelo ministro Herman Benjamin em favor do Brasil, ao contrário da maioria dos eleitos pela população. Parabens Ministro !

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 13:37
    Permalink

    Boa tarde! Ministro Herman, sinto-me orgulhosa de ser brasileira, através da sua condução do julgamento da chapa Dilma/Temer. Na esperança que o nosso país pode passar por transformações e ter uma limpeza na política. Continue sendo iluminado. Obrigada e parabéns!

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 16:16
    Permalink

    Parabéns ministro Herman Benjamin, pelo seu trabalho impecável na condução desse processo. Ao ouvir as suas considerações volto a ter orgulho em ser brasileira, pois tem alguém que ainda é honesto neste país. 👏👏👏👏👏👏👏

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 19:32
    Permalink

    Ê cabra macho , quer colocar ponto final nessa canalhada , pena que os vendidos , safados , tanto do STF quanto do TSE não tem cú nem culhão para cassar esses dois bandidos ….. É A PRIMEIRA VEZ QUE EU VEJO RÉUS SEREM ABSOLVIDOS POR EXCESSO DE PROVAS …..É IMPRESSIONANTE ……DILMA , LULA , NUNCA VALERAM NADA , MAIOR PROVA DISSO É QUE FOI IMPICHADA , TEMER , POR SUA VEZ , É UM BANDIDO MAIS ACOMEDIDO , E TEM APOIO DE BANDIDOS MAIORES , OS QUAIS ELE NAO OUSA ENFRENTAR. BRASIL VIROU PIADA MUNDIAL , PAIS ONDE UM MINISTRO , BOCA MURCHA , BOCA DE JILÓ , DIZ QUE AQUI É O PAIS QUE MAIS CAÇA POLÍTICOS, SEM PENSAR ANTES DE CAGAR PELA BOCA QUE , O PAIS É O MAIS CORRUPTO DO MUNDO , COM QUASE TODOS OS POLÍTICOS ENVOLVIDOS EM FALCATRUAS E EMPENHADOS EM ACABAR COM O POVO ….LÁ FORA , BEM VERDADE , NAO SE CASSA TANTOS POLÍTICOS , PORQUE EXISTEM LEIS DURÍSSIMAS PARA QUEM ROUBA O PAÍS E UMA DELAS É A PENA DE MORTE….AQUI A DITA PENA SUPRA É APLICADA A NÓS , A POPULAÇÃO QUE PADECEMOS DE FALTA DE SAÚDE , DE DESEMPREGO QUE GERA A FALTA DO PAO DE CADA DIA NA MESA DO POVO ..E ACHO UM ABSURDO ESSES BANDIDOS , TEREM O RESPAUDO DA JUSTIÇA PARA ROUBAREM , ROUBAM COM A CERTEZA QUE O STF OS LIBERTARÁ DE QUALQUER JULGO CONTRA SI PROPRIOS…..UMA MAE QUE ROUBA 1 LITRO DE LEITE PASSA 5 ANOS PRESA , BANDIDOS QUE ASSOLAM E LEVAM A POPULAÇAO A MISÉRIA FÍSICA E MORAL , TEEM DIREITOS RESGUARDADOS E MUITA DAS VEZES VEEM ESSE STF FEITO E AFEITO DE BANDIDOS COMO “TRAMPULIM” PARA QUE CONTINUEM ROUBANDO ……PRESIDENTE DA REPÚBLICA , UM HOMEM SÓ , DETEM O PODER DE NOS INQUERIR E NOS DIRIGIR A MISÉRIA TOTAL , ESTAMOS NAS MAOS DE BANDIDOS CHAMADOS POLÍTICOS E MARGINAIS VESTIDOS DE TOGA .

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 19:37
    Permalink

    BANDIDOS , todos bandidos ….. Parabéns pelo posicionamento ministro . Primeira vez que vejo uma absolvição por excesso de provas incriminatórias….Fazer o que , STF feito e aceito de bandidos , TSE dá mesmo forma …Salvo raríssimas exceções

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 19:38
    Permalink

    Ministro,o Brasil merecia mais juízes igual ao senhor espero que Deus lhe ilumine .hoje é um dia histórico,vossa excelência der exemplo ao Brasil e nos orgulha por ser nordestino principalmente eu cearense

    Resposta
  • 8 de junho de 2017 em 20:40
    Permalink

    Parabéns Ministro Herman!!!!! Muito bom saber que existe gente como o senhor!!!!!!

    Resposta
  • 10 de junho de 2017 em 13:42
    Permalink

    PRESADO MINISTRO HERMAN!
    JÁ QUE ESTÁ DEIXANDO O TSE, TRIBUNAL NO QUAL SEU PEDIDO DE CASSAÇÃO DA CHAPA DURANTE AS 14 HORAS DE SUA FALA – ABSOLUTAMENTE CORRETA E NO FÍGADO DO “BOCA MURCHA” – ESPERO SINCERAMENTE QUE ASSUMA SUA VAGA O FERNANDINHO BEIRA-MAR. ELE SIM É FIGURA QUE LÁ DEVE ESTAR, POIS ASSIM HAVERÁ A POSSIBILIDADE DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CRIMES POLÍTICOS COM FORMAÇÃO DE QUADRILHA PARA ESTA TURMA.
    UM FILHO QUE LEVA AO MINISTRO, DURANTE UM JULGAMENTO TÃO IMPORTANTE, AS FOTOS DE SUA NETA, CERTAMENTE TINHA ALGO DE MUITO SUSPEITO NAQUELE ENVELOPE. E O “CABEÇA DE NEVE”, JÁ CITADO PELA JBS FICOU IRRITADINHO CO TUDO AQUILO. CLARO, QUEM TEM RABO PRESO,SEMPRE ESPERA UM DIA PERDE-LO!
    ORA, JURO QUE SE EU FOSSE O TEMER, TERIA INDICADO DOIS MINISTROS INIMIGOS MEUS, SÓ PARA PROVAR QUE ESTAVA VIVO – E NÃO ERA VAMPIRO, COISA NENHUMA!
    MINISTRO! SEU SERVIÇO AO PAÍS AINDA PODE SER MUITO LONGO E PRECIOSO. PESSOAS COMO VOSSA EXCELÊNCIA, COMO OS MINISTROS FUX, FACHIN, ROSA WEBER, O FALECIDO ZAWASKI, E OUTROS POUCOS PRECISAM TER O RESPALDO – DE OAB, DE ASSOCIAÇÃO DE JUIZES, DAS FORÇAS ARMADAS, ETC. – POIS SÓ ASSIM PODERÃO VENCER ESTA BATALHA. CASO CONTRÁRIO, UM BELO DIA TEREMOS SENTADO NO STF MAIS PESSOAS COM A MENTE DE BANDIDOS E ATITUDES DE JUIZES ALTAMENTE CORRUPTOS.
    ACHO SIM QUE NÓS PRECISARÍAMOS AQUI DE UM PABLO ESCOBAR. IMAGINEM O QUE ELE FARIA COM O “BOCA MURCHA” E O “CABEÇA DE NEVE”? A COLOMBIA APRENDEU, POIS HOJE LÁ GIRAM MENOS ENTORPECENTES DO QUE AQUI, E OS POLÍTICOS, PISAM EM OVOS, COM MEDO DE APARECER UM NOVO “PABLITO”!
    PARABÉNS POR SER HONESTO! A POUCOS MINISTRO SE PODE DIZER ISTO.
    ARI

    Resposta
  • 27 de agosto de 2017 em 10:19
    Permalink

    Estive em Catolé do Rocha em 2017, mas fiquei um pouco assustado com o constatado, a impressionante violência na pequena cidade com o maior índice de homicídios do Brasil, por conta de duas (2) famílias, uma guerreando com a outra por décadas, chegando a impressionante tragédia de mais de 100 mortos.
    Todavia, nesta mesma cidade, nasceu o notório e ilustre Ministro Herman Benjamim, honesto, inteligente, e de caráter acima de qualquer suspeita, veja, que contradição.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock