Exército inicia o cerco a favela da Rocinha no Rio

Tropas do Exército iniciaram, na tarde desta sexta-feira, um cerco à Rocinha, na Zona Sul, conforme havia sido anunciado mais cedo pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, a pedido do governador Luiz Fernando Pezão.
FAE Exército inicia o cerco a favela da Rocinha no Rio
Militares monitora os traficantes pelo ar no cerco a Rocinha
A primeira equipe a chegar à comunidade foi o destacamento avançado de reconhecimento e comunicação do Exército. Pela manhã, um forte tiroteio levou pânico a moradores da comunidade e do entorno e provocou o fechamento da Autoestrada Lagoa-Barra por quatro horas.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, fala sobre o confronto na Rocinha Jungmann anuncia que 950 homens do Exército darão apoio em operação da Rocinha.
rocinha 1 1 Exército inicia o cerco a favela da Rocinha no Rio
Policia Militar do Rio faz cerco ao túnel próximo a favela da Rocinha
O efetivo total destinado à missão é de 950 homens. Mais cedo, o general Mauro Sinot, do Exército, informou que as Forças Armadas estão prontas para atuar em apoio às ações da Polícia Militar na Rocinha, que desde o o último fim de semana se tornou palco de uma guerra entre facções ligadas aos traficantes Nem da Rocinha e Rogério 157.
Segundo Jungmann, a medida é para que as polícias locais possam subir o morro e “fazer o enfrentamento” dos traficantes. De acordo com o ministro, o Comando Militar do Leste (CML) que abrange os estados do Sudeste e tem sede no centro do Rio tem 30 mil agentes. Dez mil homens seriam alocados mais rapidamente por questões operacionais, disse o ministro.
As Forças Armadas vão empregar 14 blindados no cerco. Segundo o contra-almirante Roberto Rossatto, chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, as tropas vão atuar no modelo semelhante que foi empregado em outras operações do Rio, de combate ao crime organizado. Segundo o contra-almirante, não há previsão de as tropas entrarem na favela.
Vídeo mostra o confronto entre traficantes pela manhã (22)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock