Britânicos irritados com invasão de navios russos

“Não vou hesitar na defesa das nossas águas”, garante ministro da Defesa Britânica
Uma fragata da Marinha britânica encontrou navios de guerra russo que se aproximou das águas territoriais no dia de Natal
Inicialmente, a fragata britânica HMS St Albans foi enviada no sábado para “perto” da fragata russa Almirante Gorchkov, no Mar do Norte, para “vigiar a atividade nas zonas de interesse nacional” devendo regressar hoje a Portsmouth.



“Não vou hesitar na defesa das nossas águas (territoriais) nem vou tolerar qualquer forma de agressão”, afirmou o ministro da Defesa britânico, Gavin Williamsont.

“A Grã-Bretanha jamais se deixará intimidar, sobretudo quando se trata da proteção do nosso país, do nosso povo e dos nossos interesses nacionais”

O ministro disse também que se verifica um “incremento” da atividade de navios russos que “navegam em águas territoriais britânicas”.
No domingo, o navio patrulha britânico HMS Tyne foi igualmente enviado para a zona tendo participado na escolta ao navio russo no Mar do Norte e depois no Canal da Mancha.
Segundo o Ministério da Defesa de Londres, um porta-helicópteros do Reino Unido esteve também envolvido numa missão de vigilância a outros dois navios russos.
No princípio do ano, meios navais britânicos, incluindo o HMS St Albans, escoltaram um porta-aviões e um navio lança-mísseis russos para fora das águas territoriais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *