UNICEF: 180 milhões de crianças enfrentam perspectivas sombrias

O UNICEF afirmou na segunda-feira que 180 milhões de crianças em todo o mundo vivem em países onde suas perspectivas hoje são pior do que as de seus pais.
Uma análise da UNICEF foi divulgada segunda-feira como parte do Dia Mundial da Criança, que marca o aniversário da adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança.



Uma em cada 12 crianças em 37 países “é mais provável que viva em extrema pobreza, esteja fora da escola ou seja morto por morte violenta do que crianças que vivem nesses países há 20 anos”, de acordo com a análise do órgão da ONU (UNICEF).
“Embora a última geração tenha visto amplos ganhos sem precedentes nos padrões de vida para a maioria das crianças do mundo, o fato de uma minoria de crianças esquecida ter sido excluída disso – sem culpa própria ou de suas famílias – é uma travessura “, disse Laurence Chandy, diretora de dados, pesquisa e política da UNICEF, em uma declaração escrita.
A análise do órgão da Nações Unidas, revelou que as mortes violentas entre crianças menores de 19 anos aumentaram em sete países, enquanto a matrícula na escola primária diminuiu em 21 países devido a crises financeiras, crescimento populacional rápido ou impacto de conflitos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock