NASA designa o Tesla Roadster como objeto espacial

A NASA adicionou o Tesla Roadster colocado em órbita esta semana pelo foguetão Falcon Heavy ao seu catálogo
O Tesla Roadster passou a ser um “objeto espacial” mas só o veículo do diretor-geral da empresa, Elon Musk.
Colocado em órbita na semana que ora finda, o veículo ganhou direito a esta designação no interface HORIZONS do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, onde é agora possível seguir a sua posição no espaço. Basta ir à página do Laboratório, escolher o HORIZONS, clicar na palavra “change”, escrever “SpaceX” seguido de “enter” e a seguir clicar na designação “Generate ephemeris” e surgirá um esquema detalhado da evolução do Tesla e sua respetiva posição.



Este sistema da NASA segue o movimento de todos os corpos conhecidos e também satélites e planetas.
Os fãs dos Tesla ficarão contentes por saber que, além da trajetória do veículo, a NASA revelou alguns dados até agora desconhecidos sobre o que transporta, em que se incluem os livros da série de romances de ficção científica Fundação, de Isaac Asimov, em um pen, e uma miniatura Hot Wheels. Um manequim em tamanho natural e envergando um fato espacial parece conduzi-lo.
A decisão de Elon Musk em deixar o veículo no espaço provocou muitos comentários, tendo sido considerada por alguns como o anúncio mais caro, até hoje, na história da publicidade.
O destino que espera o Tesla Roadster é desconhecido, antecipando Musk que o veículo não resista às condições extremas do espaço. “Nenhum dos seus elementos foi testado para resistir a essas condições. É um veículo como qualquer outro”, disse na altura do lançamento do Falcon Heavy, onde o carro foi transportado.
O veículo já saiu da órbita inicial e especula-se quanto tempo poderá sobreviver a colisões com meteoritos, outros corpos espaciais e o lixo que se encontra no espaço. E, mais tarde ou mais cedo, acabará por ser atingido por radiações que o destruirão o que possa ainda restar dele.
A outra dúvida é se esta operação fará disparar, ou não, a vendados veículos elétricos deste construtor americano.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *