FBI: Os crimes de ódio dos EUA aumentam pelo 2º ano consecutivo

O número de crimes de ódio cometidos nos Estados Unidos aumentou em 2016 pelo segundo ano consecutivo, com afro-americanos, judeus e muçulmanos visados ​​em muitos dos incidentes, informou o FBI na segunda-feira em um relatório anual.
Houve 6,121 incidentes de crimes de ódio registrados no ano passado, um aumento de quase 5% a partir de 2015 e um aumento de 10% em relação a 2014, segundo o relatório da Agência Federal de Investigação (FBI)sobre os crimes de odio. Não deu razão para o aumento.



Os negros americanos foram alvo em cerca de metade dos 3.489 incidentes baseados em raça, etnia ou ascendência, segundo o relatório, seguido por brancos que foram alvo em 720.
Cerca de metade dos 1.273 incidentes que envolveram a religião foram contra judeus. Os muçulmanos foram alvo de 307 crimes religiosos, 19% acima de 2015 e o dobro do número em 2014.




Havia 1.076 incidentes envolvendo pessoas lésbicas, gays, bissexuais ou transgêneros, com quase dois terços daqueles que visavam homens gays.
Os crimes de ódio registrados no ano passado incluíram nove assassinatos e 24 violações, segundo o relatório. Dos 5.770 criminosos conhecidos, 46 por cento eram brancos e 26 por cento eram afro-americanos.
O relatório foi baseado em dados voluntariamente enviados por cerca de 15 mil agências de aplicação da lei.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SiteLock