Brasileira presa por tráfico de drogas, pode enfrentar pena de morte nas Filipinas

O Itamaraty está acompanhando o caso de uma brasileira de 20 anos presa desde outubro do ano passado por tráfico internacional de drogas em Manila, capital das Filipinas.



Segundo a imprensa local, Yasmin Fernandes Silva foi abordada no dia 3 de outubro por policiais no aeroporto com mais de seis quilos de cocaína embutidos em um travesseiro.
Untitled 1 Brasileira presa por tráfico de drogas, pode enfrentar pena de morte nas Filipinas
Yasmin presa nas Filipinas com 6,5 kg de cocaína no aeroporto do País. Em meio a discussão sobre pena de morte por trafico de drogas.
Yasmin embarcou num voo de São Paulo com parada em Dubai e, ao chegar em Manila, foi detida por agentes da imigração, que encontraram o travesseiro suspeito na bagagem.
O governo brasileiro informou que a embaixada em Manila está acompanhando o caso desde outubro e que Yasmin está recebendo assistência consular, assim como apoio jurídico de um advogado local.
A prisão acontece num momento em que o presidente daquele país, Rodrigo Duterte, aperta o cerco contra o narcotráfico e defende a volta da pena de morte para condenados por tráfico de drogas.




Países asiáticos são conhecidos por serem duros na punição aos presos por tráfico, inclusive a estrangeiros. Em 2015, os brasileiros Marco Archer e Rodrigo Gularte foram executados na Indonésia após serem condenados pelo crime. Mesmo com os protestos do governo brasileiro, o Itamaraty não conseguiu evitar o cumprimento da sentença.
maxresdefault 2 Brasileira presa por tráfico de drogas, pode enfrentar pena de morte nas Filipinas
Brasileira Yasmin foi destaque na imprensa filipina, onde foi titulada de ‘Bela senhora das drogas’
A brasileira Yasmin foi destaque na imprensa filipinas, quando foi presa por Agentes antidrogas no Aeroporto Internacional Ninoy Aquino. De acordo com o Grupo Intergovernamental de Intermediação de Drogas (IADITG) da NAIA, encontraram um travesseiro preto contendo 6,2 quilos de cocaína na bagagem despachada da mulher.
Yasmin Silva foi marcada por oficiais de imigração após sua chegada, informaram os primeiros relatórios, e foi vigiada por agentes antidrogas até que ela pegou sua bagagem. Naquela semana, um estudante filipino, um russo e dois chineses foram presos na NAIA por supostamente tentarem contrabandear cocaína e cloridrato de metanfetamina.(Com Estadão)

3 comentários em “Brasileira presa por tráfico de drogas, pode enfrentar pena de morte nas Filipinas

  • 18 de Janeiro de 2017 em 20:27
    Permalink

    A brasileira que levou droga para o país dos outros tem que pagar la, e mandar os outros brasileiros traficantes também. Para ser punidos de verdade,aqui não tem lei, morei 20 anos no Japão, fui e vim várias vezes,nunca !sempre respeitei o país dos outeiros em todos os sentidos,uma vez que não uso e nei tráfico drogas.já mais.

    Resposta
  • 17 de Fevereiro de 2017 em 15:21
    Permalink

    Bem feito! Acha que o mundo inteiro é farra como o Brasil?Tomara que receba a pena de morte mesmo. Adorei os dois travestis presos em Dubai, tem que respeitar cultura de outros países. Eu acho certo as leis de Dubai, Brasil precisa deste exemplo de decência. Acha que pode chegar de shortinho, com peitos a mostra, agarrando namorado pelas ruas em certos países? Adoro países onde só deixam casais casados com certidão entrar nos hotéis, acho corretíssimo. Brasil é a terra da falta de vergonha, lascívia. Eu consigo me adaptar nos países bem moralistas. Pena que não tenho dinheiro para ir para Dubai. Tenho uma amiga casada que mora lá. Ela nem pensa em voltar para o Brasil. Eu abomino o Brasil, que vergonha sinto de ser mulher brasileira. Odeio esquerdistas, escândalos de homossexuais nas ruas, odeio casais de héteros também mostrando safadezas. Odeio Brasil em todos os sentidos. Eu acho que essa vadia traficante tem que morrer pelas leis Filipinas.

    Resposta
  • 9 de Março de 2017 em 21:30
    Permalink

    A pena de morte em nosso país é bastante praticada já pelos traficantes que decretam a morte dos jovens, quando o aliciam pelo vicio ou pelo tráfico, ou até mesmo quando se impõe pelo poder econômico e político, criando leis que protegem, e ideologias que abonam quem trafica e glamoriza quem faz uso… tornando banal a vida humana e mostrando total descaso e desrespeito a juventude, sociedade e a família… O brasileiro deve ter em mente que se não tem como obrigação moral respeitar as leis de seu país, tem o dever de respeitar as leis de países onde pode-se estar temporariamente ou por definitivo, independente de quanto sejam duras as leis desses países. Se não quiser se submeter a esse tipo de lei e de penalidade deve no minimo passar longe dessas nações .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *