Bonecas trans são apreendidas no Paraguai

Autoridades da fronteiriça Cidade do Leste, no Paraguai, apreenderam nesta terça-feira (9) centenas de caixas de ‘bonecas trans’ e fecharam as lojas em que elas eram vendidas.
O procedimento foi ordenado pela intendente Sandra Zacarías, após a denúncia de turistas e moradores dessa cidade localizada na tríplice fronteira com o Brasil e a Argentina e a cerca de 300 km de Assunção.



“Enquanto eu for intendente, este tipo de artigo não será vendido. Essa comunidade é pró-vida, pró-família”, expressou a titular a jornalistas.
A apreensão e a interdição das lojas que vendiam as ‘bonecas trans’ ocorreram após denúncias de “cidadãos indignados”, explicou o advogado da Prefeitura paraguaia, Cristian Cabral.
Um dos denunciantes relatou ter comprado uma das bonecas para presentear sua filha no Dia de Reis. O brinquedo tinha características femininas externas, como um laço na cabeça e uma roupa de bebê rosa, mas ao abrir a caixa (também rosa) em casa, ele descobriu que no lugar de uma vagina havia um pequeno pênis.
De acordo com Cabral, as medidas adotadas buscam ‘resgatar e proteger os valores familiares e os direitos das meninas, que poderiam ser afetados de maneira negativa com a venda das bonecas trans’.
“O que esse tipo de produto pode incutir não é favorável ao que o Paraguai protege a nível familiar”, afirmou o assessor jurídico comunal.
O ministério público do país afirmou que irá avaliar o caso se recomenda a justiça a proibição das bonecas trans no Paraguai. (AFP)

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *