Arábia Saudita executa quatro paquistaneses por estupro e morte

20 pessoas foram executadas desde o início do ano, de acordo com estatísticas do Ministério do Interior
O Ministério do Interior da Arábia Saudita comunicou que quatro paquistaneses foram executados hoje em Riade na sequência da condenação à pena capital pela violação e homicídio de uma mulher, bem como de crime sexual contra um menor.



Os quatro paquistaneses foram igualmente considerados culpados do roubo de joias pertencentes à vítima, revelou o ministério em comunicado citado pelo portal árabe de noticias Almadaen.
Os homens introduziram-se na casa da mulher, na capital da Arábia Saudita, Riade, violando-a antes de a sufocarem até à morte.
De acordo com as autoridades, os paquistaneses violaram igualmente o filho da mulher, um menor.
Desde o início do ano que a Arábia Saudita executou 20 pessoas, de acordo com estatísticas do Ministério do Interior.
No ano passado, no reino Saudita, o número de execuções, decapitação com sabre, fixou-se em 141.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *